Produção de suínos na China atinge o pior resultado em 16 anos

País asiático produziu 42,55 milhões de toneladas em 2019, o que representa uma queda de 21,3% em relação a 2018
 A produção de carne suína da China em 2019 caiu para uma mínima de 16 anos, mostraram dados oficiais divulgados após a peste suína ter dizimado milhões de porcos no principal produtor do mundo. A China, que também é o maior consumidor mundial de carne suína, produziu 42,55 milhões de toneladas de carne no ano passado, uma queda de 21,3% em relação a 2018, e a menor produção desde 2003, segundo dados de agência nacional de estatísticas.
A peste suína africana, um vírus incurável que mata quase todos os porcos que infecta, mas não prejudica os seres humanos, chegou à China em 2018 e se espalhou para fazendas em todo o país. Os preços dos alimentos na China dispararam, à medida que os custos com carne de porco aumentaram em meio à escassez de oferta, levando a inflação a quase uma máxima de oito anos na segunda maior economia do mundo.
O Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais informou que o rebanho de suínos da China havia diminuído em outubro em 41% em relação ao ano anterior, mas aumentou 2% em novembro. Esses dados não forneceram um tamanho total de rebanho.

Faep

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *