Procurando uma ideia de negócio? O Sebrae disponibiliza conteúdo exclusivo para quem vai começar

 
Conheça mais de 400 ideias de negócios disponibilizadas, gratuitamente, para quem planeja ter seu próprio negócio
Mesmo com a pandemia, a expectativa é que muitas novas micro e pequenas empresas possam surgir em 2021, tendo em vista que o empreendedorismo é uma das alternativas encontradas como fonte de trabalho e renda em momentos de crise. Para apoiar os potenciais empresários, o Sebrae disponibiliza mais de 400 ideias de negócios, com conteúdo voltado para quem planeja abrir uma micro ou pequena empresa ou tornar-se um microempreendedor individual (MEI), neste ano.  Os interessados podem acessar o canal “Ideias de Negócios”, no Portal da instituição.
O Sebrae identificou alguns dos negócios mais pesquisados na página, entre eles: distribuidora de bebidas, pet shop, escritório de consultoria, frete e transporte de pequenas cargas, loja de produtos naturais, centro de estética, loja de cosméticos e perfumaria, hamburgueria, produção de alimentos congelados, padaria e fornecedor de refeições em marmita.  Nesses conteúdos especiais, o futuro empreendedor pode encontrar diversas informações organizadas por tópicos como: visão geral do mercado, estrutura necessária, dicas, investimentos e custos, equipamentos, pessoal, exigências legais e específicas, localização, entre outras.
Angelita Busato passou a investir na produção de marmitas congeladas saudáveis durante a pandemia. Crédito: Divulgação
A nutricionista curitibana Angelita Busato remodelou durante a pandemia a empresa, especializada em avaliação nutricional e em dietas específicas com o foco na perda de peso. Ela começou a perceber que muitas pessoas não paravam para cozinhar, recorriam aos deliverys e começaram a ganhar peso. Por isso, ela começou a investir no preparo e na venda das próprias refeições.
“Comecei a elaborar planos familiares de refeições saudáveis e a produzir marmitas para o almoço e jantar além de lanches, sopas, saladas e sucos naturais. A cada semana mudo o cardápio e envio para todos os meus clientes pelas redes sociais. Além disso, eu mesma faço as entregas”, explica.
A empresária explica que a procura foi muito grande ao longo do período. Com o preparo de mais de 100 refeições por final de semana, ela precisou pedir ajuda para a irmã e espera crescer ainda mais nos próximos meses.
Quem também apostou em uma tendência cada vez mais crescente durante a pandemia foi a empresária Cristiane Gonçalves de Souza, de Ponta Grossa, na região dos Campos Gerais, com a abertura de uma franquia de uma rede paranaense de café especial. Com o isolamento social e os protocolos estabelecidos pelos municípios para evitar o contágio do vírus, a ideia de uma cafeteria com o modelo “to go”, ou seja, para viagem, no qual o cliente leva o produto para ser consumido em casa ou a caminho do trabalho, por exemplo, casou com o momento.
Cristiane Gonçalves de Souza viu a oportunidade de empreender em plena pandemia. Crédito: Patrícia Biazetto
O sonho de empreender, no entanto, aconteceu de forma estruturada, após procurar auxílio do Sebrae, em 2019, para a elaboração de um plano de negócios. “Queria empreender, mas não sabia no que exatamente. A consultoria me mostrou que não bastava apenas eu gostar de determinado setor, mas entender como ele funcionava”, diz.
Buscar um diferencial também estava nos planos da empresária. “Se eu apostasse na abertura de um café convencional, eu seria apenas mais uma no mercado. Encontrei um modelo de negócio diferenciado, no qual eu me identifiquei, e que, mesmo com a pandemia, oferece segurança pois não gera aglomeração”, relata.
O coordenador estadual de comércio e mercado do Sebrae/PR, Lucas Hahn, afirma que, após um ano difícil, há uma perspectiva otimista para o crescimento no consumo, especialmente com o início da vacinação nas próximas semanas. Segundo ele, isso pode representar um cenário de oportunidades para os empreendedores.
“Esse poderá ser um ano muito satisfatório, mas o planejamento, a partir de pontos essenciais como o investimento inicial, a estrutura, equipamentos e demais aspectos, é fundamental para que os novos negócios não morram na praia. É essencial para qualquer negócio que o empreendedor conheça as projeções do mercado, tenha muito claro como será sua inserção no mundo digital e como será feito o relacionamento com os clientes”, explica.  -Sebrae

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *