ONU celebra três décadas de “cooperação internacional notável” na camada de ozônio

Dia Internacional de Preservação da Camada de Ozônio destaca progressos realizados desde Protocolo de Montreal; documento levou à eliminação progressiva de 99% dos produtos químicos prejudiciais.
O Dia Internacional de Preservação da Camada de Ozônio, marcado esta segunda-feira, 16 de setembro, tem como tema 32 anos de recuperação.
Em nota, as Nações Unidas dizem que o objetivo é celebrar “mais de três décadas de cooperação internacional notável para proteger a camada de ozônio e o clima sob o Protocolo de Montreal.”
Lembrança
Segundo a organização, esta conquista lembra que se deve “manter o ritmo para garantir pessoas saudáveis ​​e um planeta saudável.”
O Protocolo de Montreal levou à eliminação progressiva de 99% dos produtos químicos que destroem a camada de ozônio em eletrodomésticos, como geladeiras, e ar-condicionado.
A mais recente avaliação científica, concluída em 2018, mostra que partes da camada de ozônio se recuperaram a uma taxa de 1% a 3% por década desde 2000.
Se estas taxas forem mantidas, o Hemisfério Norte e o ozônio de latitude média pode estar completamente recuperado até 2030. O mesmo resultado pode ser obtido no Hemisfério Sul na década de 2050 e nas regiões polares até 2060.
Esses esforços também contribuíram no combate às mudanças climáticas, evitando emissões de cerca de 135 bilhões de toneladas de dióxido de carbono entre 1990 e 2010.
Vigilância
Neste Dia Internacional, a ONU diz que o mundo pode celebrar seu sucesso, mas que as pessoas devem “pressionar para manter esses ganhos, continuando vigilantes e combatendo quaisquer fontes ilegais de substâncias.”
A organização diz que também se deve apoiar a Emenda Kigali, que foi adicionada ao Protocolo de Montreal e entrou em vigor em 1 de janeiro de 2019. Esta emenda reduz gradualmente os hidrofluorcarbonetos e pode evitar um aumento de até 0,4 ° C da temperatura global até o final do século.
Importância
A camada de ozônio é uma camada frágil de gás que protege o planeta Terra da porção prejudicial dos raios do sol, ajudando assim a preservar a vida no planeta.
A eliminação progressiva das substâncias que destroem a camada de ozônio ajudou a proteger a camada de ozônio para esta e as gerações futuras.
Esse esforço também contribuiu, de forma significativa, com as iniciativas globais para enfrentar as mudanças climáticas. Além disso, ajudou a proteger a saúde e os ecossistemas humanos, limitando a radiação ultravioleta prejudicial.

ONU

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *