Novembro é o melhor dos últimos seis anos na geração de empregos pelos pequenos negócios

Análise do Sebrae, a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mostra que mês de novembro já supera saldo do ano passado
A geração de empregos nos pequenos negócios no acumulado até novembro deste ano, com a criação de 861 mil novos postos de trabalho, já supera o saldo de empregos gerados por esse segmento em todo o ano de 2018. O resultado é o melhor para o mês de novembro dos últimos seis anos. Conforme levantamento feito pelo Sebrae, a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), os números representam 14% de aumento em relação ao mesmo período (jan/nov) do ano passado, sendo 12 vezes mais que as médias e grandes empresas, que somente em novembro de 2019, registraram a demissão de 1.568 trabalhadores. “Foi um ano de grandes conquistas para os pequenos negócios, que atuam diretamente na recuperação econômica do país. A geração de empregos durante todo o ano de 2019 foi liderada pelas micro e pequenas empresas”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.
A expectativa é que os pequenos negócios fechem 2019 com o total de 700 mil empregos gerados (em dezembro, as empresas registram, sazonalmente, saldos negativos). Somente no último mês de novembro, os pequenos negócios geraram 101,5 mil contratações com carteiras assinadas no país, o que significa um aumento de 36% em comparação com o mesmo período do ano passado. Somando-se aos saldos negativos das Médias e Grandes Empresas (MGE) e da Administração Pública, o país criou 99,2 mil empregos formais no mês. Os pequenos negócios do Comércio tiveram destaque com a criação de mais de 80 mil postos de trabalho em novembro. O segundo maior saldo foi registrado nas MPE de Serviços com 33,4 mil empregos.
As micro e pequenas empresas (MPE) que atuam no setor de Serviços têm sustentado a geração de empregos no país em 2019, respondendo por a criação de aproximadamente 446 mil novas vagas ao longo do ano, seguidas pelas MPE do Comércio, que contribuíram com a geração de 128,3 mil novos postos de trabalho e pelas MPE da Construção Civil, que também se destacaram com a contratação de 123,3 mil empregos formais.
Dados regionais
A região Sudeste liderou a geração de empregos em novembro com um saldo de 48,2 mil novas contratações formais, puxadas pelas micro e pequenas empresas do estado de São Paulo, que foram responsáveis pela criação de 23,1 mil novos postos de trabalho, seguido das MPE do Rio de Janeiro, que contribuíram com 14,6 mil novas vagas.

Sebrae Brasil

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *