Indicador Ipea registra queda de 0,7% nos investimentos em agosto

 A importação de bens de capital teve alta de 8,1% no período
O Indicador Ipea Mensal de Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), divulgado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), mostrou recuo de 0,7% em agosto na comparação com julho, na série com ajuste sazonal. FBCF é a denominação dos investimentos em aumento da capacidade produtiva da economia e na reposição da depreciação de seu estoque de capital fixo.
No trimestre móvel terminado em agosto, o indicador mostra avanço de 2,1% nos investimentos em relação ao trimestre anterior. Na comparação com o agosto do ano passado, a alta foi de 0,5%. Já no acumulado em 12 meses, houve desaceleração dos investimentos, passando de 3% em julho para 2,5% em agosto.
Três segmentos compõem a FBCF: máquinas e equipamentos, construção civil e outros ativos fixos. Em agosto, todos registraram recuo nos investimentos frente a julho. A queda foi de 1,3% para máquinas e equipamentos (com incremento de 8,1% nos componentes importados e queda de 2,9% nos nacionais). Na construção civil, a retração foi de 1,1% e no segmento outros ativos fixos, o recuo foi de 0,7%.
Quando comparado com agosto de 2018, o comportamento dos segmentos foi heterogêneo: enquanto a construção civil teve alta de 1,1% e outros ativos fixos cresceram 5,0%, máquinas e equipamentos registraram queda de 1,7% (sendo que houve crescimento de 7,6% nos componentes nacionais e queda de 14,8% nos importados – em virtude da importação de plataformas de petróleo em agosto do ano passado ter criado uma base de comparação elevada).

Ipea

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *