Saiba como proteger o comércio no final de ano

Executivo da Peter Graber lista 6 dicas para reforçar a segurança de lojas e estabelecimentos comerciais na época de mais movimento
O Natal, uma das datas mais movimentadas do varejo, se aproxima e, com ele, um aumento considerável no fluxo de consumidores. Esse também é momento ideal para reforçar a segurança dos estabelecimentos comerciais, já que essa alta demanda também pode causar distração dos funcionários que, sem querer facilitam ações criminosas e, consequentemente, faz crescer o número de roubos e furtos.
Para evitar esse tipo de situação, Leandro Martins, CEO da Peter Graber, empresas especializada em segurança eletrônica, dá algumas dicas:
  1. Monitoramento de alarmes com imagens
    Um bom sistema de alarme com imagens é requisito básico para reforçar a segurança dos estabelecimentos comerciais. Com este recurso inúmeras atividades criminosas podem ser inibidas, frente a possibilidade de identificação ou intervenção de profissionais para evitar o crime. Segundo Martins, mesmo que o sistema não consiga inibir a ação, serve como prova e possibilita uma melhor investigação do ocorrido. “Na hora do posicionamento das câmeras, selecione pontos estratégicos e tente cobrir, o máximo possível, a área completa do local, evitando assim pontos cegos”, indica. Também é fundamental que o proprietário tenha controle sobre o arme e desarme do alarme. “Com um bom relatório, é possível identificar alguém que tenha esquecido de armar, por exemplo, ou saber, imediatamente, se ele foi desarmado em um horário incomum”, salienta.
  2. Notificações de abertura e fechamento
    Outro recurso que ajuda a reforçar a segurança de lojas é a notificação de abertura e fechamento do estabelecimento. Com ele, o proprietário controla em tempo real tais informações e pode questionar a equipe se notar movimentações suspeitas.
  3. Monitoramento de acesso
    O monitoramento do acesso ao local também é necessário. “Esse sistema fornece ao lojista um maior controle de quem entra e, principalmente, se há outras fontes de acesso além da utilizada pelo público”, explica o especialista. A ferramenta ajuda a inibir pessoas com intenções criminosas e funciona como acervo de provas caso algo venha a acontecer.
  4. Botão do pânico
    É um botão integrado aos sistemas anteriores. Eles são ideais para reforçar a segurança de lojas em pontos estratégicos como caixas ou estoque. O profissional responsável poderá, sem alarde, informar as  autoridades que algo de errado está ocorrendo. “Em alguns casos é possível ainda utilizar um botão móvel em smartphones, por exemplo”, completa o executivo.
  5. Controle biométrico
    Apesar desta ser uma solução interna -que impacta somente os funcionários-, ela funciona como um reforço de segurança, pois também permite saber quem entra e sai dos espaços. Por ser altamente tecnológico, evita quase todos os tipos de fraudes e não libera a passagem de pessoas não autorizadas, garantindo a segurança da  loja e dos consumidores.
  1. Evite acumular dinheiro na loja
    Outra dica importante é deixar grandes quantias disponíveis no interior do estabelecimento. “O ideal é que o banco recolha ou que o transporte desses valores seja feito com frequência e, preferencialmente, pelo proprietário sem uma rotina pré-estipulada, já que esse tipo de movimentação costuma chamar bastante a atenção de criminosos”, finaliza Martins.
Sobre a Peter Graber
Criada pelo empresário Peter Graber, pioneiro em alarmes monitorados no Brasil e fundador do grupo Graber que virou referência em segurança eletrônica no País a partir de 1980. A empresa oferece o que há de mais moderno e avançado em tecnologia de alarmes e portaria eletrônica no Brasil. Com serviços inovadores, tem como missão aumentar a segurança e tranquilidade que quem opta por viver em condomínio, por um preço mais justo e acessível. Para saber mais: www.graberalarmes.com.br

Divulgação

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *