Região Sul é a mais importante para o setor de chocolates

 

Durante a Páscoa de 2018, a região apresentou crescimento no consumo de ovos de chocolate

 

O mercado de chocolate, no Brasil, apresentou crescimento de vendas, tanto em volume quanto em valor no último ano, segundo recente pesquisa encomendada pela ABICAB – Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas – ao Instituto Kantar*. Depois de um cenário de retração, a retomada no crescimento em valor foi de quase 6% de 2017 para 2018, movimentando R$ 9,4 bilhões na economia do país.

Ainda de acordo com o estudo, a região Sul é a mais importante em consumo de chocolates, com quase 22% da importância em volume se comparado com outras regiões do Brasil. “Estamos otimistas, os consumidores estão mudando seus hábitos alimentares, mas o chocolate não saiu da lista de compras. A indústria tem amplo portfólio que agrada todos os perfis dos brasileiros”, explica Ubiracy Fonsêca, presidente da ABICAB.

Durante a Páscoa de 2018, a região Sul também trouxe bons resultados, apresentou crescimento de mais de 2,5 pontos percentuais, tanto para ovos de Páscoa como para chocolates em geral.

No ano passado, a data atraiu novos compradores e mais casas consumiram chocolates no Brasil, foram mais de 37 milhões de lares que compraram entre produtos regulares e ovos, voltando a crescer em penetração e sazonalidade. De modo geral, entre março e abril de 2018, os ovos de Páscoa e chocolates regulares, atingiram quase 68% da população brasileira.

*Os dados são do Worldpanel FMCG, que monitora os hábitos e comportamento de compra de consumidores e shoppers em todo o Brasil. As informações de Páscoa são referentes ao período de março e abril de 2018.

 

METODOLOGIA

A Kantar através de seu painel Worldpanel FMCG oferece informações sobre hábitos, comportamento de compra e consumo 360º de consumidores e shoppers em todo o Brasil. A pesquisa é focada no consumo das famílias, de acordo com a dispersão geográfica da população e suas características demográficas como classe, região e tamanho da família.

Sua metodologia permite analisar o tamanho dos mercados auditados em volume e valor, preço, gasto, intensidade de compra, frequência de compra, local de compra, situação competitiva, perfil dos lares, dentre outras. Para essa pesquisa, em específico, foram realizadas visitas semanais em 11.300 lares, em cidades acima de 10 mil habitantes.

 

Sobre a ABICAB

Fundada em 1957, a Abicab representa os principais fabricantes de Chocolate, Amendoim e Balas do País junto às esferas pública e privada, no Brasil. A indústria brasileira nestes setores fatura cerca de R$ 26,4 bilhões e gera mais de 42 mil empregos diretos. A entidade, que representa atualmente 92% do mercado de Chocolates, 93% do mercado de Balas e Confeitos e 62% do mercado de Amendoim, tem como objetivo central implementar ações de valorização, promoção e fomento dos mercados internos e externo nestes setores.

 In Press Porter Novelli

 

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *