Paraná é o estado com mais casos de intoxicação por agrotóxico do Brasil

A cada dez horas uma pessoa é vítima de intoxicação por agrotóxico no Paraná. Nos últimos dez anos, segundo dados do DataSus, base de informação do Ministério da Saúde, 8,2 mil pessoas sofreram envenenamento por algum tipo de agrotóxico no estado. No país, esse número sobe para 54 mil casos de contaminação por agrotóxico em dez anos. É uma pessoa envenenada a cada 73 minutos.
Líder na lista de estados com maior número de casos de intoxicação por agrotóxico em termos absolutos, o Paraná responde por 15% do total registrado no país na última década. Em segundo lugar no ranking está São Paulo, com 7,7 mil casos notificados, seguido de Minas Gerais, com 6,7 intoxicações, e de Pernambuco, com 4,8 casos registrados pelo DataSus.
A maior parte dos casos de notificações de intoxicação são de agrotóxicos agrícolas. No Paraná, o tipo de agente responde por 74% dos casos registrados na última década. Em âmbito nacional o percentual não é muito distante. Pouco mais de 70% dos casos de intoxicação do país foram agrotóxico agrícola.
No Paraná, contabiliza-se ainda no período 1,9 mil casos de intoxicação por agrotóxicos domésticos, e 181 casos de agrotóxico em saúde pública. Polos produtivos, os municípios de Maringá e Londrina foram os que mais contabilizaram notificações de intoxicação por agrotóxico no estado segundo o Datasus. Na cidade canção, foram 673 intoxicações nos últimos dez anos. Já em Londrina foram 546 casos. Curitiba fica com o terceiro lugar no total de notificações, com 511 casos. Na sequência aparece Cascavel, com 351 notificações, e Apucarana, com 199 casos.
O número crescente de casos no país, e reincidente no Paraná em em outros estados, no entanto, não tem sido o suficiente para frear a aprovação de maior variedade de agrotóxicos no Brasil. Falta apenas dez aprovações para que 2019 compare o total de agrotóxicos aprovados com o ano anterior, quando foram contabilizados 449 liberações. A média mensal de novos agrotóxicos no país neste ano foi de cerca de 40 aprovações. Em 2005, quando começaram a registrar as liberações, a média mensal era de 7,5 agrotóxicos aprovados.

  LIVRE.JOR

 


Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *