Número de investidores ativos no Tesouro Direto cresce 56% em um ano

Quantidade de participantes com investimentos passou de 752.094 em novembro de 2018 para 1.172.771 em novembro de 2019
Eles eram 752.094 em novembro de 2018 e, um ano depois, passaram a ser 1.172.771, coroando 2019 como o ano de melhores resultados do Tesouro Direto desde sua criação, em 2002.
Iniciativa do Tesouro Nacional desenvolvida em parceria com a B3, uma das principais empresas de infraestrutura de mercado financeiro do mundo, o Tesouro Direto vende títulos públicos federais para pessoas físicas, com o objetivo de democratizar o acesso a esses ativos de renda fixa. O programa permite aplicações a partir de R$ 30,00 e oferece títulos com diferentes tipos de rentabilidade: prefixada (Tesouro Prefixado e Tesouro Prefixado com Juros Semestrais), indexada à variação da inflação (Tesouro IPCA+ e Tesouro IPCA+ com Juros Semestrais) ou à variação da Selic, a taxa de juros básica da economia brasileira (Tesouro Selic). Os investimentos são integralmente garantidos pelo Tesouro Nacional e resgatados nas modalidades de recompra e vencimento.
“Educação financeira é o principal conceito do Tesouro Direto”, ressalta Diego Antônio Link, gerente do programa. “O Tesouro Direto é uma oportunidade de aprender na prática os conceitos básicos sobre investimentos, além de fomentar a poupança de longo prazo”, acrescenta. Nesse sentido, Diego destaca uma conquista que ajudou a possibilitar a superação de expectativas registrada em 2019 e o avanço na busca da democratização do programa e do acesso do pequeno investidor: “Em abril, quando chegamos à marca de 1 milhão de participantes, 70% deles tinham até R$ 25 mil investidos, e a grande maioria dos investimentos feitos todos os meses correspondem a aportes  de menos de R$ 1 mil”.
As aplicações, os resgates e o acompanhamento dos investimentos são feitos de forma totalmente online, pelo site (www.tesourodireto.com.br) ou pelo celular, no aplicativo oficial do Tesouro Direto. O novo site do Tesouro Direto foi lançado em setembro. A navegação ficou mais fácil e novos conteúdos foram agregados. O passo a passo sobre como investir ficou mais claro e a interação com o simulador se tornou mais fácil. O site inclui a seção Transacional, ambiente no qual são realizadas as operações diretas de investimento e resgate de títulos. As redes sociais – em especial o Instagram do Tesouro Direto e o youtube – são ferramentas de apoio largamente utilizadas pela equipe do programa. “Em 2020 vamos melhorar ainda mais a experiência do investidor”, informa Diego Link.  “O objetivo é aprimorar a comodidade e a sensação de segurança no primeiro investimento, em um processo cada vez mais fluído e acessível ao pequeno investidor”, enfatiza.

Ministério da Economia

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *