Confiança do consumidor fecha 2019 com queda de 1,4 ponto, diz FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), registrou em dezembro deste ano 91,6 pontos, em uma escala de 0 a 200 pontos. Com isso, o indicador fechou 2019 com uma queda de 1,4 ponto em relação a dezembro de 2018 (93 pontos).
Apesar disso, o ICC de dezembro registrou alta de 2,7 pontos em relação a novembro deste ano e atingiu o terceiro patamar mais alto do ano, atrás apenas de janeiro (96,6 pontos) e fevereiro (96,1 pontos).
O Índice da Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, chegou a 80 pontos, o maior valor desde janeiro de 2015 (81,8 pontos). O subíndice teve 4,4 pontos a mais do que dezembro de 2018 e 1,5 ponto a mais do que novembro deste ano.
Já o Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, chegou a 100,2 pontos, uma alta de 3,3 pontos em relação a novembro deste ano, mas uma queda de 5,4 pontos em relação a dezembro de 2018.
Segundo a pesquisadora da FGV Viviane Seda Bittencourt, a queda em relação a 2018 mostra que, apesar da recuperação gradual da economia, a expectativa das famílias recuou devido a incertezas.
Para ela, o retorno consistente do otimismo dos consumidores dependerá de uma evolução mais robusta do mercado de trabalho em 2020.

Agência Brasil

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *