Cepal projeta desaceleração da economia na América Latina

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) prevê desaceleração da economia na maioria dos países da região. Segundo estudo anual divulgado hoje (31), devido ao fraco desempenho em investimentos, exportações e consumo interno, a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) na região é 0,5% para 2019, valor inferior a 0,9% observado em 2018. Esse desempenho é atribuído aos efeitos de um enfraquecimento sincronizado da economia global, que tem implicado em um cenário internacional desfavorável para a região. No âmbito interno, o baixo crescimento é devido ao pouco dinamismo apresentado pelo investimento, pelas exportações e por uma queda do gasto público e do consumo privado”, diz o estudo.
Segundo a Cepal, diferentemente de anos anteriores, em 2019 a desaceleração será generalizada e afetará 21 dos 33 países da América Latina e do Caribe. Em média, a América do Sul deverá crescer 0,2%, a América Central 2,9% e o Caribe 2,1%.
Para ao Brasil, a previsão de crescimento do PIB é 0,8%. Em 2018, a economia brasileira cresceu 1,1%.
Na avaliação da Cepal, é necessário expandir o espaço de políticas para enfrentar a desaceleração e contribuir para o crescimento econômico, com medidas tanto na área fiscal, como na monetária e relacionadas com o investimento e a produtividade, nos países da América Latina.

 

 

Agência Brasil

 

 

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *