As quatro leis da alimentação para a vida

A alimentação deve ser quantitativamente suficiente, qualitativamente completa, harmoniosa e adequada a quem está consumindo. Cada pessoa tem necessidades específicas e precisam de quantidades e proporção de nutrientes diferentes para manter suas funções vitais e desenvolver suas atividades diárias.

Tais Rímoli

Você verá o quanto as leis da alimentação fazem sentido, o quanto são importantes, e que possivelmente pensará: – Eu deveria ter aprendido isto na escola!

Em 1937, Pedro Escudero, médico argentino, criou as Leis da Alimentação. Setenta e cinco anos depois esses quatro enunciados ainda são consideradas a base de uma alimentação saudável. As Leis de Escudero expressam, de forma simples, as orientações para uma dieta que garante crescimento, manutenção e desenvolvimento saudáveis.

Talvez você não tenha dado tanta importância a estas leis em outras fases de vida, mas agora, depois dos 40 você verá o quanto as leis da alimentação fazem sentido, o quanto são importantes, e que possivelmente pensará: – Eu deveria ter aprendido isto na escola!

Mas, vamos ao que interessa: as leis da alimentação.

Lei da Quantidade – Corresponde ao total de calorias e de nutrientes consumido. A quantidade de alimentos deve suprir as necessidades do indivíduo diariamente. Dessa forma deve-se atentar para excessos e restrições, pois ambas as situações são prejudiciais ao organismo.

Lei da Qualidade – Refere-se aos nutrientes necessários ao indivíduo. Uma alimentação completa inclui todos os nutrientes para formação e manutenção do organismo. As refeições devem ser variadas, contemplando todos os grupos de nutrientes para o bom funcionamento do corpo.

Lei da Harmonia – É a distribuição e proporcionalidade entre os nutrientes, resultando no equilíbrio. Para que o nosso organismo consiga aproveitar os nutrientes, estes devem se encontrar em proporções adequadas nas refeições, uma vez que as substâncias não agem sozinhas, e sim em conjunto.

Lei da Adequação – A alimentação deve se adequar às necessidades do organismo de cada indivíduo, às especificidades de quem está consumindo. Os ciclos da vida (infância, adolescência, adulto e idoso), o estado fisiológico (gestação, lactação), o estado de saúde (doenças), os hábitos alimentares (deficiência de nutrientes), e as condições socioeconômicas e culturais (acesso aos alimentos) são fatores que devem ser considerados, pois resultam em diferentes necessidades nutricionais.

A alimentação deve ser quantitativamente suficiente, qualitativamente completa, harmoniosa e adequada a quem está consumindo. Cada pessoa tem necessidades específicas e precisam de quantidades e proporção de nutrientes diferentes para manter suas funções vitais e desenvolver suas atividades diárias, afirma Tais Rímoli, Nutricionista e Personal Trainer.

Perceberam a simplicidade das leis da alimentação? Perceberam o quanto é importante desde sempre seguir de forma balanceada e inteligente às regras da alimentação. No curso de nutrição esta é uma das primeiras coisas que aprendemos: As leis de Escudeiro, pois o curso todo está baseado nestas leis, que permitirá aos profissionais ensinar aos pacientes que é o equilíbrio que lhe trará saúde, que você pode comer coisas que tanto gosta, mas que precisa entender quando, como e quanto pode comer.

Espero ter contribuído com este conhecimento para que você pare e pense para sempre na sua vida, tanto para suas atividades físicas, quanto para sua alimentação, para seu trabalho, para sua parte psicológica, para tudo precisamos de equilíbrio! Entenda que sua saúde está atrelada a isso e não a modismos, restrições.

Acredito que se você leu este texto até aqui, é porque acredita não apenas nas palavras com embasamento científico aqui colocadas, mas também acredita que você pode seguir toda rotina de sua vida de forma equilibrada, sem loucura, sanfona, atividades extenuantes de forma incorretas, afinal, chegar aos 40 bem é para poucos! Parabéns a você que está neste seleto grupo!

 

Tais Rímoli – Nutricionista e Personal Trainer
www.taisrimoli.com.br

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *