Os cuidados para usar o cartão de crédito

 

Maquininhas de cartão se espalham cada vez mais por aí. Não adianta, desde uma grande concessionária de carros até o ambulante, todos já utilizam essa forma de pagamento. E é por isso que cada vez mais optamos pelo “dinheiro de plástico”, e junto com esse hábito veio a ideia de que o cartão é um grande perigo.

Nesse texto você terá resposta para as seguintes dúvidas:
1. Os juros do cartão são altos? 2. Usar cartão de crédito é seguro? 3. Existe diferença real entre cartões? 4. Cartão é sinônimo de dívida?
1. Os juros do cartão de crédito são altíssimos!
O cartão de crédito oferece uma grande vantagem que é o parcelamento facilitado, mas ao mesmo tempo cobra juros bem altos do seu bolso por isso. Esse é um dos motivos pelos quais as instituições financeiras querem tanto que você tenha esse pequeno item na sua carteira. Se o pagamento a vista for prejudicar algum plano seu ou está fora do seu orçamento, utilize o cartão. Se esse não for o caso, vale a pena repensar esse parcelamento.
2. O cartão de crédito não oferece segurança nas compras!
MITO, mas você tem que colaborar! Durante muito tempo existiu uma resistência ao uso do cartão de crédito com medo de clonagens, golpes, vazamento de dados, etc. Mas a verdade é que a tecnologia empregada para o uso do cartão está cada vez mais segura. Agora, depende muito de você. Se a pessoa tem por hábito entrar em sites pouco confiáveis, realizar compras preenchendo todos os seus dados, utilizar o cartão em computadores desconhecidos, está assumindo um comportamento de risco. Sendo assim, o problema não é do cartão em si, mas da forma como você está usando ele. Riscos sempre existem, mas a verdade é que eles são bem pequenos se você age da forma correta.
3. Não existe diferença entre cartões de crédito, é tudo igual!
MITO. Existem sim diferenças entre os cartões, principalmente entre condições de pagamento, valor dos juros e anuidades. A dica é pesquisar bastante, principalmente levando em consideração seus hábitos e necessidades. Por exemplo, algumas opções oferecem descontos, clubes de fidelidade, ganho de milhas para voos, etc. Além de garantir um bom negócio com relação ao custo e condições de pagamento, você pode sair no lucro economizando através de outros benefícios.
4. O cartão de crédito vai me deixar endividado!
MITO. O que vai deixar você endividado é a forma como você usa ele. O que acontece é que muita gente por não ver o dinheiro físico acaba perdendo as contas de quanto está gastando. Além disso, muitos não se programam para os parcelamentos, apenas esquecem que nos meses seguintes deverá ter dinheiro reservado para esse pagamento. Ou seja, a fórmula do desastre está feita. Os meses vão passando e com o não pagamento as dívidas vão ficando cada vez maiores. Mas isso é uma questão de hábito e organização. Se planejando e colocando na ponta do lápis suas contas você conseguirá pagar o valor total da fatura. Aliás, essa é uma dica: nunca pague apenas o mínimo, pois no mês seguinte a coisa pode ficar ainda pior. Com esses cuidados você pode lançar mão do cartão sem preocupação.
5. Ter vários cartões é bobagem.
Na maioria das vezes é VERDADE sim, mas depende do caso. Pense que cada cartão contém uma taxa que você terá que pagar, mesmo não fazendo uso dele. Se a sua questão é acumular limites para fazer mais compras, sempre é válido consultar a instituição financeira antes para verificar a possibilidade de aumentar a sua capacidade de compra. Ter muitos cartões às vezes só serve para confundir sua cabeça e dificultar a organização das suas finanças. Pense bem!
A realidade é que o cartão pode ser um ótimo aliado em diversos casos. Ele traz inúmeros benefícios, como a praticidade, a segurança e a facilidade de parcelamento. Com ele muitas pessoas conseguem romper o limite financeiro de consumo mensal e assim podem adquirir bens que antes não poderiam ter acesso. É claro que, se você puder evitar usá-lo, economizará dinheiro, e isso é fato. Mas não há um grande pecado em usar o cartão com sabedoria e controle. Não culpe a forma de pagamento pela sua falta de tato com o dinheiro, hein!
Para aprender melhor a lidar com esse provável descontrole e despreparo, aprenda com as dicas de “Pai Rico, Pai Pobre” (hiperlink para o texto Aprenda A Lidar Com O Dinheiro Com As Lições De Pai Rico, Pai Pobre

  www.turnwise.com.br

Redação

Portal Brasil Empresarial: Notícias sobre a economia, o Brasil, empresas e empreendedores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *